terça-feira, 3 de junho de 2008

GRAÇA RIOS

METAMORFOSE

Poesia vestidinha
de asa
e treta
vira bruxa
ou borboleta?


Quando a areia
arranha a
ostra
quando a ostra
arranha a
areia
olha a festa da
sereia!

Um comentário:

líria porto disse...

sabias que adoro a simplicidade dos teus versos? são mesmo uma graça!!
besos
líria