quarta-feira, 4 de junho de 2008

KARINA ARAUJO CAMPOS

TOTEM

Eu vislumbro um totem em mim,
Que cresce hierarquicamente desde minha infância.

Mas eu não sou exclusivamente em cada momento um animal, uma essência, uma virtude.
Eu sou a soma das virtudes e a mistura dos bichos.

Me vejo mulher. Minha cabeça é o comando de tudo. Meu cérebro humano ao topo está vinculado à luz suprema do cosmo, da divindade, Uma coroa dourada está ligada através de raios viajantes, dourados, envolvidos por pó de ouro transcendente.

A inteligência, a consciência e a espiritualidade são minhas virtudes mentais.
Abaixo da minha cabeça, uma cabeça de leão com a boca aberta. Seu rugido ainda pode ser ouvido pelos sons do universo. É o grito, é a fala, é o som... Sua virtude é a ponderação. Eu falo. Eu calo.

Nas laterais ursos, panteras, tigres, cavalos, búfalos... Animais que carregam e sustentam o viver. Sua virtude é a força, a coragem. Erguem o tóten na postura esguia; empina-se para os desafios da vida.

Ao centro a águia. Asas abertas. Borboletas e pássaros multicores. Movimento. Transmutação. Sua virtude é o amor. O amor move tudo. O amor move o universo. Tudo se move através do amor. O amor a tudo modifica.
Um pouco abaixo vejo gatos. Sua essência é a captação. Sua virtude o entendimento, a transformação.

O Chacra Básico é mantido por coelhos, golfinhos. Sua virtude: a maturidade, a produtividade, a reprodução.

Troncos gigantes sustentam e embasam esse reino de poder. Virtude: sabedoria, coragem, amor, dignidade, simplicidade.

A mãe natureza fortalece o SER.

Ao fundo, as asas da liberdade envoltas pelo verde esperança a bailar no Universo. Liberdade movida pelo desejo, pela evolução, pela criação.

E um sorriso de mulher ecoa no Universo.

Nenhum comentário: