sexta-feira, 25 de julho de 2008

Ninho de Borboletas



Em polvorosa, voam, revoam, quase desespero, buscam abrigo.

Querem no ninho, o carinho antigo.
É sem idade tanta saudade.

2 comentários:

Tânia Diniz disse...

Haicai lindo, Tânia. Adorei !
beijos

Fernando Aguiar
poeta visual -Lisboa, Portugal

*** disse...

Mamãe, beijo! K