quarta-feira, 7 de maio de 2008

DÉBORA NOVAES DE CASTRO

ANDARILHA
Caminho
dentro de mim...
Palmilho
o labirinto usual
de todos os momentos
possíveis e impossíveis
na descoberta da pedra
sofismal da vida.

Ao pensar
tê-la encontrado,
fantasmagórica miragem.
Desvencilho-me do espanto
retomo a caminhada.