quinta-feira, 24 de julho de 2008

Eu no Festival de Inverno

Em noite de muita emoção, em meio a amigos e participantes do 40 Festival de Inverno da UFMG, realizado em Diamantina, MG, ministrei a palestra Mulheres Emergentes - uma história de poesia e coragem, com excelente interação do público, que lotava a casa. Minha fala trouxe a trajetória do mural poético ME desde sua idealização até concretização e sedimentação de seu sucesso nestes, agora, mais de 18 anos.Falei dos obstáculos, relatei detalhes engraçados, li poemas de colaboradores e meus, tudo acompanhado de slides dos murais ME e clipping desses quase 19 anos de luta e sucesso nacional e internacional. Uma delícia, uma noite perfeita. E assim, mostro abaixo, alguns momentos dessa maravilhosa viagem.
Um abraço, Tânia Diniz



Flashes da exposição do Mulheres Emergentes, na Biblioteca Antonio Torres, rua da Quitanda, 48.
Viagem de ida, eu e os companheiros: são o duo instrumental formado por Marcos Carvalho e Gabriel Neder, e sua produtora, Tatiana.Mais ao fundo, Fábio Furtado, diretor do espetáculo Quixote, apresentado pela Cia 4comPalito e a produtora Juliana.
TD e o brilhante jornalista Quincas, Joaquim Ribeiro Barbosa, do jornal Voz de Diamantina, num agradável bate-papo durante jantar no Antonio, na noite de sua chegada à histórica cidade de Diamantina

Entrevista de TD concedida à jornalista Rosaly Senra, da rádio UFMG.
Momentos da palestra de TD, com apresentação de slides ao fundo - na mesa, também as autoras da segunda palestra da noite, as designers Juliana Pontes e Cássia Macieira, do livro é Na rua: pós grafite, moda e vestígios.

TD e a profa. Vera Casa Nova que também lançava seu livro Fricções, durante o lançamento da Antologia ME 18 - Mulheres Emergentes, na Biblioteca Antonio Torres, na noite de 21 de julho.