terça-feira, 31 de maio de 2011

Queridos amigos,

Encerrando já com o friozinho, este mês de maio, queria contar e agradecer - de público - que ganhei lindos presentes de aniversário (dia 20) e que ainda estão chegando alguns,
como o excelente Dicionário de Mulheres, 2a. edição, onde estou desde a primeira(1999),
pela Editora Mulheres ( Florianópolis - SC, 2011).
Belo trabalho da historiadora Hilda A. Hübner Flores, de Porto Alegre - RS.
Um livro lindo, que minha amadamiga de SP, Eliane Accioly Fonseca (que também está nele) me enviou. Nele encontram-se muitas outras queridas, como Constância Duarte, Clevane Pessoa e mais um montão! rs. Vocês precisam conhecer este Dicionário!

Adorei a surpresa e o carinho!
Agradeço a ambas.

E pra fechar bem o meu mês,
tenho algumas fotos com amigos desde sempre:

                                           Thais Guimarães, grande poeta e eu, Tânia, na semana passada...
Antonio Barreto, premiadíssimo poeta e romancista, e eu, Tânia

e o Rique, Ricardo Aleixo, jornalista, poeta, homem da música, etc etc,e eu, Tânia

todos naquele " ninho de poetas", no Palácio das Artes!
Quase não tenho participado dos eventos todos para que sou convidada (pela saúde e afins) mas, ali, no Terças Poéticas, procuro sempre dar uma passadinha...

E aqui, até que enfim numa foto mais favorável (fora a olheira, rs), EU,Tânia,  pouco antes de trocar de idade, vendo a vida  passar, no click de outra amadamiga, Zélia Ruchkys.

e dois poeminhas meus:


Mira que mira



                                                        Luce, reluce, en la mata, luz ciega:


                                                                       luciérnaga.

                                                                                           tânia diniz

Da janela


o vértice da perna dela aquece,


terno, o sol de inverno...
                                 tânia diniz

chau...

terça-feira, 17 de maio de 2011

Inaugurando

as transformações já começadas neste nosso espaço (gostaram do novo visual?), presente da amadafilha Ana Carol pelo meu próximo niver, registro mais alguns bons, e recentes, encontros poéticos com velhos amigos.

Também, convido a todos para a inauguração da exposição do amigo e poeta Antônio Carlos Dayrell, e da artista plástica Iara Abreu, hoje, 19 hs na Galeria da Rodoviária. Nos vemos lá, hein?

Então...
                  ... Carlos Augusto Novais e eu, Tânia, semana passada, no Palácio das Artes

                                Carlos Barroso e eu, Tânia, no mesmo evento, onde ambos se apresentaram maravilhosamente.



E alguns cliques da apresentação do grupo Paz e Poesia, em sarau realizado dia 07 de maio p.passado no Colégio Bernoulli, aqui em BH.

Da esquerda para a direita, Terezinha Romão, Clevane Pessoa (que ministrou ótima oficina de haicai), duas lindas alunas, Neuza Ladeira e eu, Tânia Diniz.



De novo, nós... Tânia, Neuza, Terezinha e Clevane, sem as encantadoras menininhas





agora com o Jaak Bosmans, sem a Clevane...


e ainda estavam presentes vários outros poetas do grupo, como Marco Llobus, Ricardo Evangelista e sua Sueli, Cláudio Márcio ...e mais

bjins!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A bela apresentação de ontem, apesar da chuva,

no Palácio das Artes, foi feita pelos poetas  Victor Sosa e Celso Borges, quando esbanjaram poesia e simpatia.

 
Victor Sosa, uruguaio radicado no México, a quem presenteei com MEs e uma Antologia ME

e nosso maranhaense Celso Borges, que também recebeu MEs e Antologia e me deu um lindo livro com cd
                                                                   -  clicks do amigo Jorge -
confesso que a luz não me favoreceu em nada, ô tristeza...rs

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Este é o ME 81


Queridos,

terminado abril, mês do qual adoro as tardes cristalinas, iniciamos maio - que me trouxe ao mundo - com a grande alegria de comunicar-lhes que acaba de sair do forno o ME 81!...aleluia, rs...

Há tempos, depois que tive o grave diagnóstico de um câncer, acabei por me conformar e aceitar os atrasos na publicação, e em tudo, afinal.
Tive que me dedicar mais ao tratamento e o restante, só quando conseguia.
Hoje em dia, mudou o diagnóstico mas, os contratempos, continuam basicamente os mesmos, talvez até mais acrescidos de variações...

Como dizia meu querido e saudoso amigo José Afrânio Moreira Duarte,
" que sai, sai, só não sei qdo"...(não são suas exatas palavras mas, sim, a idéia).

Assim, saiu mais um ME e apresso-me a contar-lhes a boa nova.
É o antepenúltimo da série a cores, com o incentivo da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Os próximos dois chegarão em breve.
Quem se interessar em adquirir um exemplar, ou fazer uma assinatura anual, ou falar comigo, pode me ligar ou enviar e-mail, atualmente, para o concursodelendasme@gmail , no qual tenho melhor acesso.
Muito feliz por vencer mais esta batalha, deixo um beijo afetuoso a todos e o meu poema que está neste número 81:

Líquida

Ser o suor de tua fronte
a lágrima que molha teu olhar
a saliva que aguça teu paladar
a seiva que ergue teu monte.
Ser, enfim, a água que corre em tua garganta seca
se te lembras de mim.
Serei assim, em te querer,
maré e lua, paixão crua,
a parte líquida do teu Ser.

tânia diniz