quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Quatro verdades e um tributo!


Para quem pretende curtir a natureza durante o feriado de Carnaval, que nem eu, que tal meditar sobre?
:
AS 04 LEIS DA VIDA ENSINADAS NA ÍNDIA

A primeira diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“.


Ninguém entra em nossas vidas por acaso.
Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“.

Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma.
Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não!
O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente.
Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“.


Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois.
Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina“.

Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução.
Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência.
Não é por acaso que estamos lendo este texto agora.
Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado.

Maravilhoso, não é?
***


Pra quem fica na cidade, visite a exposição ou vá hoje mesmo na abertura:




Exposição Artes Visuais e Linguagem Poética

12º Aniversário da Abcdéf Galeria de Arte/CONVIR-IEAS


Carnaval é tema de exposição na Abcdéf Galeria de Arte


A exposição coletiva 
e poesia, será aberta ao público na Abcdéf Galeria de Arte, na próxima quarta-feira, 15 de fevereiro.
A entrada é franca.

Artes Visuais e Linguagem Poética, um diálogo entre arte.

A mostra integra o Projeto Aspectos Urbanos concebido e produzido pela artista plástica
Iara Abreu, que desenvolve esse trabalho desde 2005, quando expôs essa temática pela
primeira vez no Centro Cultural de Contagem no projeto “Tudo A ver”. Posteriormente, o
projeto ocupou vários espaços culturais e galerias de arte, entre eles a Galeria Paulo Campos
Guimarães da Biblioteca Pública Estadual, levando sua proposta ao público através da
pintura, do desenho, do objeto e da poesia. Poetas e artistas, com seus novos olhares, se
interagem abordando um tema vasto, complexo, mas também lúdico e repleto de surpresas
e possibilidades.

Ao comemorar seus doze anos de atividades culturais, a Abcdéf Galeria de Arte abriga
o Projeto Aspectos Urbanos, que desta vez, destaca sua abordagem diante da maior
manifestação cultural do país: o apresentarão aos espectadores uma exposição de pinturas, estandartes, máscaras, objetos e poesia, interagindo a imagem, o texto e o tema; ou seja, um verdadeiro desfile de obras de arte e poemas em forma de exposição coletiva.
 São 21 artistas plásticos e 14 poetas:

Artistas expositores: Fernando Perdigão, Olister Barbosa, Isabel Galery, Thelma
Quevedo, Adão Rodrigues, Vanice Ayres Leite, Déia Leal, Khorell, Íris Sobral, Mauro Silper,
Vulmar Santos, Eudsonzica, Eliana Martins, Creuza Neves, Maria Ilce Maia, Maria Moreira,
Manoel Francisco Lopes de Farias, Eliane T. Guedes, Maria Luiza Drumond, Iara Abreu e
Henrique Dias.

Poetas: Clevane Pessoa, Diovani Mendonça, Irineu Baroni, J. Estanislau Filho, Marco Aurélio
Lisboa, Jaak Bosmanns, Rogério Salgado, Brenda Marques Pena, Bilá Fernandes, Silvia Motta,
Vilson Barbosa, Marco Llobus, Sandra Veronese, Tchello Barros.

SERVIÇO:
Exposição Artes Visuais e Linguagem Poética
12º Aniversário da Abcdéf Galeria de Arte/CONVIR-IEAS
Local: Abcdéf Galeria de Arte
Rua Padre Eustáquio, 567 – Carlos Prates – BH – MG
Abertura: 15 de fevereiro, quarta feira, a partir das 19 h

Período de visitação: 16 de fevereiro a 16 de março de 2012
De segunda à sexta, das 13h00 às 20h00

Informações:
31 3278-4796 – Abcdéf Galeria de Arte31 3384-5104 – Iara Abreu
abcdefgaleriadearte@convir-ieas.com.br


***



E depois, atenção ao lembrete/convite abaixo, recebido do amigo Rogério Salgado:

"Tributo Ao Bailarino Igor Xavier - Arte Contra A Impunidade”

Estará acontecendo simultaneamente em Montes Claros e Belo Horizonte a “Semana Cultural Igor Xavier”, com muita agitação cultural e luta pelos direitos humanos. Essa promoção acontece anualmente em Montes Claros e eventualmente se estende até a capital mineira. Tem como objetivo propagar e apresentar arte/cultura/invençâo e luta permanente contra injustiças, consolidando o trabalho na cena municipal,estadual e nacional, proporcionando a celebração da vida através da ação cultural.Este ano a Associação Sociocultural Igor Vive, está promovendo todas suas ações em parceria com o Coletivo Retomada.Juntas essas entidades proporcionarão muitos eventos em beneficio da juventude e de todos os segmentos da sociedade.
Dentro da programação da Semana Cultural Igor Xavier,vamos promover em BeloHorizonte e Montes Claros do dia 29 de fevereiro a 03 de março de 2012, apresentaçôes artisticas e movimentações públicas contra a impunidade.
Dia 29 de fevereiro, em Montes Claros esta programado um Ato Publico contra os 10 anos de impunidade do "Caso Igor Xavier"
as 17 horas na Praça Dr. Carlos, que simboliza o coração da cidade.Em Belo Horizonte no mesmo dia vai acontecer no teatro da Assembleia Legislativa um grande espetáculo intitulado "Tributo Ao Bailarino Igor Xavier - Arte Contra A Impunidade”, com participações de artistas do Norte de Minas Gerais e de Belo Horizonte, amigos e admiradores de Igor Xavier, tais como Helena Soares, Carloman Bonfim, Jovino Machado, Aroldo Pereira,Simone Xavier, Gladson Braga, Patricia Giseli, Carlos Farias, Geovanne Sassá, Makely Ka, Gilberto de Abreu, Carluty Ferreira, Danny Maia,  Wilmar Silva, Marcio Levy, Wagner Torres, José Edward Lima , Pablo Leite, Rogério Salgado, Wellington Kalil, Bianca Luar, Yan Guedes, Gabriel Guedes, constando de poesia/teatro/música/performance/dança/vídeo.
Dia 1º de março, a Associação Igor Vive, juntamente com entidades culturais e de direitos humanos vai estar fazendo uma manifestação na Praça Sete, em Belo Horizonte, denunciando os dez anos de impunidade do crime homofbico cometido contra o bailarino Igor Leonardo Lacerda Xavier, pelos senhores Ricardo Athayde Vasconcelos e Diêgo Rodrigues Athayde Vasconcelos em 2002 e´m Montes Claros.
Em todos esses momentos haver a presença e participação de Marlene Xavier, mãe do bailarino assassinado.

Boa semana que segue, queridos!
tânia

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Oi geeente!!!

Tudo bem?
Entre a correria e alguns dolorosos exames, hoje recebi um elogio tão lindo que não resisti e venho mostra-lo a vocês.É parte de um e-mail do meu amadamigo Ronald Claver:


"tânia,  querida,
 você escreve contos eróticos (...) . Seus contos têm a maciez e doçura da lingerie.
 bjs
ronald claver"


não é de derreter? rs

Uma vez, a querida Nelly Novaes Coelho já me disse:
" Tens um verdadeiro talento para a escrita erótica, incrível!" Nelly

Receber ou relembrar tantos carinhos, aquece a alma, me fortalece para as batalhas.
Bjocas, chau,
tânia

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

o verão está fervendo!

finalmente a temperatura se mantém e as chuvas pouco aparecem por aqui. Um calor de derreter, pra mim , mas, muitos gostam, sei.
Assim, só me resta poetar, entre consultas e exames, esperando o sol se por, o frescor e a lua chegarem...

Lavoura 


Lavrador experiente, mãos calejadas, olhar agudo, lábios ressecados pelo clima. Da enxada, o duro cabo.Todos os dias, ao som de violas e cheiro de mato, em cada aurora, semeava sonhos ali, onde a cada poente arava estrelas no corpo dela.
tânia diniz


na nuvem branca
alvo risco de fumaça
avião que passa
tânia diniz


pintassilgo
o céu pinta consigo
a cor da manhã
tânia diniz


chau, queridos.Comentem!
td

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Em um espaço de espera

... do horário de vários compromissos  fora de casa, venho matar saudades
e deixar um abraço e uma bjoca a todos!
Mas espero comentários de todos, vocês não escrevem mais!!!! faz falta!!!!

E um continho antigo:


Acidente
 

Ele batalhara por ela por mais de um mês e, finalmente, estavam ali.
Fascinara-o. Casada há muito, mas não tinha experiência de motéis e transas extras; daí, medos e indecisões até a coragem de sair com ele. ( O marido em curta viagem. ).
Ao transpor aqueles portões, sentiu feras soltas dentro de si. E vampira e tigresa, já o agarrava mesmo enquanto subiam as escadas.
Cama redonda, mil espelhos, cheiro gostoso, tudo à mão. Penumbra e música romântica.
Entre o uísque e o beijo, arrancou-lhe as roupas, propondo-lhe loucuras que a faziam tremer. O clima de sensualidade era tão denso que poderia ser cortado em fatias.
Caíram na cama, rolaram em mil posições; ele extasiado e surpreso com a reação dela.
Satisfaziam-se com todos os toques e ditos, espirituosos e sensuais.
Ele penetrou-a tantas vezes, em vários ângulos; ela arranhava-o com as unhas vermelhas.
Fizeram pequenas pausas apenas para prolongar o prazer. E quando este explodia, eram maremotos intensos. Morriam agoniados para logo ressuscitarem, insaciáveis.
Ela nunca pensou existir um homem tão macho - no bom sentido !
E a noite voou, foi curta para eles. Mas, precisavam ir, ele tinha que trabalhar.
Ao sair da ducha, ela caiu na risada, ao ver que ele vestira sua minúscula calcinha rosa shocking transparente, por baixo da sunga.
Entre beijos melados e olhares sedutores, pediu-lhe para deixá-lo ir assim. Ela ficaria de vento a favor, o que era ainda mais excitante, e ele, com o perfume dela em seu sexo, para lembrarem-se um do outro até o próximo encontro. E deixaram o apartamento sérios e bem comportados. Estavam no carro dela ( tivera medo de largá-lo em qualquer lugar.). Deixou-o perto do trabalho. Beijaram-se com tesão e ele se foi.
Assistindo ao telejornal meio distraída e aguardando seu telefonema, quase morreu ao ver notícia : conhecido jornalista, fora brutalmente atropelado naquela manhã, quase em frente à sede de seu jornal.
 No CTI - surpresa de médicos e enfermeiras ! - a descoberta da peça íntima feminina que trajava, foi considerada atestado inegável de identidade homossexual.
E o escândalo abalou toda a sociedade. Ninguém entendia - a família inconsolável.
E todos que sempre o invejaram, diziam maldosamente agora que, todas as belas mulheres com quem era visto, foram apenas cobertura para o fato.
Ela, embora arrasada, pela sua condição de casada, nada pôde fazer por ele.
De D.Juan que fora, foi enterrado como gay.
tânia diniz