domingo, 16 de agosto de 2015

A Saga  ME -   Mulheres Emergentes -         Parte 2. 7

ANO 4         No. 15         Set. Out. Nov. 1993         1.000 EXEMPLARES 

Resultado do I Concurso Internacional de Poesia e Ilustração Mulheres Emergentes  - 1992/93  - 

 Foi divulgado em todos os meios possíveis, especialmente em jornais, rádios, pelos correios e telex e pelo boca-a-boca... Meu telefone chamava de 6hs da manhã à meia-noite... uma loucura!!!!!

Trabalhos recebidos em (5) cinco idiomas: português, inglês, francês, italiano e espanhol. 
Editorial e Jurados, ao final da página. Foram premiados do 1o. ao 5o. lugar em poesia e, por consenso do Júri, oferecidas uma Menção Honrosa em cada idioma.






    TÂNIA, PERSISTENTE COM POESIA

                            Paschoal Motta  


O entusiasmo criativo, a ousadia no diferente, a capacidade de trabalho, a persistência no desejado de Tânia Diniz, criou uma publicação de poemas, tipo mural. No primeiro ano, Tânia convidou e teve a parceria da poeta Lívia Tucci, a quem chamava sua sócia-poética.

E surgiu MULHERES EMERGENTES, espaço oferecido a mulheres escritoras. Logo, causou ciumeiras e comentários contra e a favor.

Vistas, agora nestes vinte e cinco anos vividos, sofridos, gloriosos porém, aquelas reações provavam que o novo veículo, para divulgar, de início, poemas apenas de mulher, tinha chamado a atenção. Logo, existia, porque funcionava, mexia com o que estava quieto; e vingou na denotação intransitiva deste verbo. Melhor, ficou na dele, o jornal.

As edições ainda acontecem em papel tamanho 40x60 cm, correndo por estas e distantes bandas, por ceca e meca. Nas primeiras, já promoviam concursos de poemas e de outros escritos. Enquanto isso e mais, as criadoras do MULHERES EMERGENTES se viravam na cata de patrocinadores, assinaturas, anúncios para manter o ideal delas; e encontraram apoio, elas na rara persistência no cumprimento duma destinação com a Literatura.

 Que o ME possa voltar a edições mais continuadas; ainda agora, quando espaços perenes de textos impressos de criação vão ficando raros. Mas, e a internet rolando aí? Esta facilita a divulgação e oferece difusão rápida, abrangente e sem gastos outros. Sim, mas de modo volátil; válido, claro; mas volátil.

Ainda prevalece este antigo dito latino: Verba volant, scripta manent... As palavras voam, os escritos permanecem. E estamos conversados.

Assim, Tânia, publique seu necessário jornal em mais esse veículo. Se já faz isso, vamos adiante. O que abunda, não prejudica... Por favor, sem insinuação machista, de piada ou trocadilho, viu?!

As insensibilidades contemporâneas vão corrompendo os espaços das emoções estéticas, que somente a Poesia oferece, resiste no canto de poemas, transforma e engrandece as gentes.

Neste quarto de século do primeiro número de ME, vale repensar num apoio mais efetivo ao filho querido de Tânia.

Minhas senhoras e meus senhores, MULHERES EMERGENTES não pode imergir no poço de desilusões destes nossos tempos... A juventude, principalmente, em imenso número, navega à deriva de nossas tradições culturais, históricas e a atuais manifestações artísticas, alienada, por exemplo, de nossa MPB, afogada numa enxurrada de composições de nenhuma permanência nas emoções.

O desenvolvimento do ser humano, em seu bem físico e intelectual; no seu trabalho, no seu lazer e prazeres; o respeito pelo próximo e pela Natureza, terá raiz e frutos na criação e curtição das manifestações artísticas. Nascemos para a Beleza no viver e conviver.

Vamos em frente, orquestrando a vida, sim, renovando e enfeitando as sensibilidades das pessoas, feito faz a Primavera.

MULHERES EMERGENTES vem fazendo, assim, a sua parte.



Paschoal Motta


poeta, ficcionista, professor, crítico de Literatura, venceu o primeiro Concurso Internacional de Poesia e Ilustração, promovido por ME em 1992/3.



 Editorial - Tânia Diniz 

Ilustração - Tânia Botelho - Curitiba - PR -     1o. Lugar em Ilustração 
atriz, artista plástica com trabalhos apresentados no país e nos Estados Unidos, onde reside em Houston.


Categoria Poesia -

Onde habitamos - Paschoal Motta  BH - MG -  1o. lugar

Erotica -  Flor Alba Uribe - Bogotá - Colômbia - Menção Honrosa em espanhol

Sulla Barca - Gladys Basagoitia - Perugia - Itália  - Menção Honrosa em italiano

Sêmens de Rinbaud - Wilmar Silva - BH- MG -   4o. lugar -

Lobo rojo - Luisa Daza - Perugia -Itália   - 2o. lugar 

Geométrico -  Sérgio Silva Amaral - São Paulo - SP  - 3o. lugar 

Cher chant - Vlasta Dufkovà - Praga - Rep. Tcheca - Menção Honrosa em francês

Parceria - (II ato) - Lúcia Santos -  São Luís - MA - 5o. Lugar

I Still call your name - Berndate Patrus Ananias Pothakos - BH - MG Menção Honrosa em inglês 

Depoimento póstumo da afogada - Magali Simone de Oliveira - BH-MG Menção Honrosa em português 

Um incêndio amarelo... - Tânia Diniz- BH

Categoria Ilustração -

1o. Lugar -   Tânia Botelho -  Houston - Texas - USA

2o. Lugar -   Suely Rodrigues de Oliveira - BH- MG

3o. Lugar -   Marcelle Alencar Urquiza - Camaragibe - PE 

4o. Lugar -   Gerana Damulakis - Salvador - BA  - escritora, ilustradora.

5o. Lugar -   Guy Blues - Wellens - Bélgica  - artista gráfico


Editorial - 

Com muito orgulho, o ME oferece ao leitor esta edição no. 15, inteiramente dedicada ao resultado, aos premiados e participantes, de se I Concurso Internacional de Poesia e Ilustração Mulheres Emergentes 1992/93.
Um ano de árduo trabalho na organização e divulgação antes, das normas de participação e do evento em si, agora, do resultado de tudo. Sofrimentos, desencantos, uma fé inabalável e muita alegria a cada pequena conquista, a cada passo dessa luta, fizeram desta editora uma pessoa mais rica de crença na amizade, no calor humano, do trabalho sério, no poder do verdadeiro querer, na Poesia.
O meu mais sincero "muito o brigada" a todos que permitiram-me prosseguir 
além dos tropeços e aos que deram-me a oportunidade do tropeço pois, pude crescer minha capacidade de ultrapassa-los.
O Concurso teve longo alcance e foram recebidas inscrições de diferentes países, nas duas categorias, como Alemanha, Argentina, Angola, Chile, Colômbia, Espanha, França, Itália, República Tcheca, Urugay, entre outros, e de todos os estados brasileiros. Cerca de 1.600 poemas e 150 ilustrações . Muito trabalho para o Júri, composto por :
Poesia -
AFFONSO ROMANO DE SANT`ANNA - Rio de Janeiro - RJ - Eescritor, atual Diretor da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

ANTONIO BARRETO - B. Hte - MG - Premiadíssimo poeta e romancista mineiro.

LÚCIA CASTELLO BRANCO - B.Hte -  MG - Professora da Faculdade de Letras da UFMG, escritora, trabalha o feminino na Literatura.

NELLY NOVAES COELHO - Profa. da USP / SP - Ensaísta, crítica literária.

ROBERTO DRUMMOND - BHte.- MG - Jornalista, escritor, com trabalhos em teatro e ,em preparo, para a TV.

Ilustração - 
ANGELA LAGO -  B.Hte- MG - premiada ilustradora, escritora.

LOR -  B.Hte - MG - médico, cartunista premiado em inúmeros Salões do Humor, publica em diversos jornais de país.

YARA TUPINAMBÁ - B.Hte -MG - artista plástica mineira, 'hors concours". 

 Poetas conjugando (ou não) as mais diferentes profissões com a poesia como, donas-de-casa, professores - primários ou não -, psicólogos, pedagogos, antropólogos, compositores, médicos, atrizes, arquitetos, advogados, pesquisadores, jornalistas, estudantes, músicos, etc, com idades de 18 a 80, são nossos participantes.
Neste número, a presença dos vencedores.
                                                                            a editora

Nenhum comentário: