sexta-feira, 23 de março de 2018

23 Março  2018      Sexta

Delícia de presente do dia! 


LOGOS Nº 30
MARÇO - 2018
CARMO
VASCONCELOS
HENRIQUE L. RAMALHO



Susana Angélica Orden
Tales Esteves de Souza
Tânia Brito de Melo
Tânia Diniz


sempre bem acompanhada, estou na página 7.3
 
Tânia Diniz
 
 
DESAMOR
Por Tânia Diniz

Ela vinha contente contar-lhe as novidades. Ele, preocupado, pedia para
esperar um pouco. Ela esperava, o pouco passava e ela se esquecia. Nada contava.

Novos acontecimentos, vem ela contente, querendo falar.
Ocupado com a tv, ele pede para esperar.
Ela, calada, espera, até se esquecer. De novo vem ela querendo contar, e ele agora está lendo, pede pra
calar.

E
ela, calada se vai, pra mais esperar.
E quando chega o tédio, sem problemas ou lazeres, querendo se animar,

ele
a chama contente, e pede pra contar. E ela, atônita, tentando lembrar,
descobre, infeliz, que já não sabe falar.

Tânia Diniz
Belo Horizonte-MG- Brasil
www.mulheresemergentes.com

poeta e editora
Embaixadora Universal da Paz
Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix - Suisse / France
Poeta del Mundo
Editora Mulheres Emergentes
 

2 comentários:

Carmo Vasconcelos disse...


Querida Tânia Diniz, brilhante escritora e "brava" Mulher!
Honra-nos a sua participação às nossas edições literárias e ficamos felizes
por estarmos aqui representados no "Mulheres Emergentes" por gentileza de sua mão.
Caminhando juntos na maravilhosa senda das Letras, a nossa admiração e
O nosso carinhoso abraço
Carminho e Henrique

Anônimo disse...

Jullie Veiga - Curitiba - PR

Parabéns, querida Tania.
Uma obra tão linda... ��